Portfólio - Túnel do Marão

Túnel do Marão


Portfolio Description

O Túnel do Marão é um túnel rodoviário localizado em Portugal, que faz a ligação entre Amarante e Vila Real, atravessando a Serra do Marão. No Túnel passa a autoestrada A4/IP4 (e a estrada europeia E82), que liga o Porto a Trás-os-Montes.

O Túnel do Marão consiste em duas galerias com 5.665 m de comprimento, o que faz dele o mais longo túnel rodoviário de Portugal e o mais longo túnel rodoviário duplo da Península Ibérica. Foi construído para substituir o troço original do IP4, o qual atravessava as encostas da Serra do Marão em perfil de via rápida 2+1 vias. O Túnel do Marão tem portagens, pelo que o traçado original do IP4 (em serviço desde 1988) serve de alternativa à utilização do túnel.

A construção começou em maio de 2009 e inicialmente previa-se que o Túnel ficasse concluído em 2011 ou 2012.Contudo, devido a problemas judiciais, financeiros e políticos, as obras foram suspensas várias vezes e a construção arrastou-se durante mais anos. O Túnel foi inaugurado em 7 de maio de 2016.

As operações de controlo e vigilância da segurança e tráfego no túnel são feitas a partir do Centro de Controlo e Informação de Tráfego da Infraestruturas de Portugal localizado em Almada.

Construção

A empreitada do Túnel e dos seus acessos a poente e nascente foi lançada em 2009, com um investimento inicial anunciado de 350 milhões de euros.

A Autoestrada do Marão teve um custo final entre 260 e 270 milhões de euros, o que representa uma poupança significativa em relação aos 350 milhões inicialmente anunciados. Para o efeito contribuiu a forte concorrência verificada nos concursos para as empreitadas do túnel e dos acessos.

A obra foi incluída na Concessão Túnel do Marão que foi atribuída, em 2008, ao consórcio Auto-estrada do Marão S.A., por 30 anos. Esta concessionária contratou como consórcio construtor o Infratúnel, constituído pelas empresas Somague e MSF. Em 2013, o Estado resgatou a concessão e assumiu ele próprio (por via da empresa pública Infraestruturas de Portugal) a construção do Túnel do Marão e dos seus acessos.

Os prazos foram cumpridos, tendo a construção do túnel sido concluída até 31 de dezembro de 2015, seguida de uma fase de testes nos primeiros meses de 2016 e a consequente abertura ao tráfego em maio de 2016.
Durante a construção não ocorreram acidentes de trabalho mortais.

Tráfego

Nos primeiros seis meses de funcionamento, passaram no Túnel do Marão, em média, 11.244 veículos por dia. O Túnel não só captou a maior parte do trânsito que circulava no traçado original do IP4, como também conseguiu atrair algum trânsito das autoestradas A7 e A24. O antigo traçado do IP4 perdeu 73% do volume de tráfego, que em alguns troços caiu para menos de 1.000 veículos/dia. O Túnel também conseguiu captar quase 100% do tráfego pesado carregado; por outro lado, vários veículos pesados que não levam carga continuaram a seguir pelo antigo IP4.

Com efeito, apesar do preço das portagens que chegou a ser considerado excessivo por várias forças vivas da região, o Túnel parece ter cumprido o essencial das funções para que foi pensado. O tráfego ficou acima das expectativas, o que levou a empresa Infraestruturas de Portugal a fazer um balanço “positivo em toda a linha” da obra. Também a maior parte dos utentes e das forças económicas e políticas da região ficaram satisfeitos com o Túnel, considerando que este aumentou a segurança e a rapidez das viagens, o que ajudou a tornar Trás-os-Montes e em particular, Vila Real em zonas mais atrativas e competitivas.

Em novembro de 2016, Rui Santos, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Real afirmou que tinham havido “acréscimos muito significativos” nas receitas de alguns impostos sobre os negócios (derrama e IMT), por comparação com 2015. Segundo ele, “os investimentos não têm uma relação direta com o Túnel do Marão, mas acho que quando as coincidências são muitas é porque não são coincidências nem são acasos”. Um funcionário das Infraestruturas de Portugal descreveu o Túnel do Marão como um “dos poucos itinerários em que as previsões de tráfego acertaram”.

No dia da inauguração, passaram no Túnel 17.882 veículos e, até ao momento, o dia mais movimentado foi a 15 de agosto de 2016, quando nele passaram cerca de 19.500 veículos. O veículo nº 1.000.000 atravessou o Túnel por volta das 16:50 de 8 de agosto de 2016.

In: Wikipédia